Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Turismo

Atores passenses em terras Portuguesas

  • A estreita relação entre Brasil e Portugal, a começar pela semelhança do idioma, faz com que tanto brasileiros quanto portugueses busquem compartilhar e dividir experiências constantemente. Essa proximidade faz com que a cultura e as tradições de ambos os países estejam sempre interligadas.

    Como forma de manter esse intercâmbio sempre permanente, no mês de agosto o grupo teatral Coliseum, de Passos, fez uma turnê em Portugal, onde apresentaram os espetáculos “Ser ou não Ser” e “Três é Demais”. As apresentações, que foram agendadas pelo Artista Plástico e Curador de Artes Tavares Manuel, aconteceram no Centro Cultural Braço de Prata, em Lisboa, e numa praça da cidade de Campinho.

    Além de mostrarem aos portugueses um pouco da cultura brasileira, os atores aproveitaram ao máximo o período de 13 dias em que estiveram no país para conhecer mais sobre os hábitos dos portugueses, além de visitarem diversos pontos turísticos e conhecer mais sobre a história desse país, responsável pelo descobrimento do Brasil há 512 anos atrás.

    O grupo ficou hospedado em Alfama, um dos locais mais antigos de Lisboa, e onde há ótimos lugares para hospedagem.

    “Em Alfama se concentram alguns dos principais pontos turísticos de Lisboa, como Teatros, a Praça do Comércio, o Museu do Fado e a Igreja de Santo Antônio, que é o local onde Santo Antônio nasceu e passou sua adolescência”, afirma Mirinha Silva, diretora do grupo, se referindo, especialmente, à Igreja que existe em Lisboa e que leva o nome do padroeiro da cidade, Santo Antônio de Lisboa, que apesar de também ser conhecido como Santo Antônio de Pádua, nasceu e passou parte de sua vida em Portugal.

    Além de Lisboa os atores visitaram ainda as cidades de Campinhos, Cascais, Reguerengos de Monsaraz, Évora e Fátima. “O que eu mais gostei na viagem foi a beleza arquitetônica de Lisboa” afirma o ator Edu Silva.

    Dentre os pontos turísticos que mais impressionaram os turistas está o shopping Vasco da Gama, em Lisboa que fica ao lado de um belíssimo Oceanário, onde são encontrados todos os tipos de animais marinhos.

    A região de Alentejo, onde são fabricados vinho e azeite, é uma das mais ricas do país, e também foi visitada pelo grupo: “Lá existem muitas Parreiras e Oliveiras. É uma região muito quente”, afirma Roberto Silva, diretor do Coliseum.

    Roberto também falou da emoção que sentiu quando esteve na cidade de Fátima, no distrito de Santarém, onde fica localizada a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, que recebe turistas, na sua grande maioria, devotos de todo o mundo. “Trata-se de um lugar de muita paz, de oração. Realmente um lugar muito especial.”

    O ator Edu Silva diz que um dos pontos que mais lhe chamou à atenção no país é a conservação das estradas, que segundo ele “são excelentes, não têm buracos, são muito bem sinalizadas e extremamente limpas. O pai de Edu, Roberto Silva afirma que o asfalto é feito com material de primeira qualidade, exatamente para que não haja a necessidade constante de manutenção, como no Brasil. “Além disso, existem muitos tapumes nas estradas, e não tem nada de pichação nem de sujeira”, observa.

    A higiene é levada tão a sério pelos portugueses que em cada esquina tem uma lixeira, em cada três quarteirões há um container, e de madrugada caminhões jogam água nas ruas centrais de Lisboa.

    Outro ponto destacado pelos integrantes do grupo é a maneira como os portugueses também levam a sério a questão da educação no trânsito. “É impressionante, pois quando alguma pessoa coloca o pé na faixa de pedestre o motorista já logo para, e os próprios habitantes chamam atenção da pessoa se ela não estiver na faixa”, salienta Roberto.

    Ainda em relação ao transporte, os atores disseram que os portugueses utilizam um cartão magnético unificado, através do qual as pessoas usam o transporte público do país, como metrô, trem que lá é chamado de comboio, e ônibus, que são chamados de autocarros.

    Os atores não perderam a oportunidade de ir ao cinema, onde assistiram ao lançamento mundial do filme “Batmam, O Cavaleiro das Trevas Ressurge”. Segundo Edu, uma curiosidade em relação ao cinema português é que durante a apresentação do filme há um intervalo de dez minutos.

    Em relação a aspectos da viagem que não agradaram os turistas, os atores dizem que estranharam a culinária portuguesa, composta essencialmente de peixes. O grupo experimentou algumas dessas iguarias como caracol, camarão e sardinha, que é servida com vísceras.

    “Lá é difícil encontrar feijão à granel para comprar e quando encontra é só enlatado. Nós tivemos dificuldade para encontrar feijão preto e feijão jaula, que eles importam do Brasil”, afirma Roberto, que diz ainda que em Portugal as carnes de porco e frango são muito baratas, mas em compensação frutas e legumes são caros. O povo português, segundo os integrantes do grupo, é muito frio e objetivo, como o europeu de uma forma geral.

    Para quem estiver pensando em ir a Portugal, o ator PC Silva diz que mesmo quem for durante o verão “deve levar roupa de inverno, porque faz frio à noite.” Outra dica de PC Silva é em relação à noite portuguesa, que de acordo com o ator é repleta de casas noturnas, bons restaurantes, inclusive brasileiros e não há risco de nenhum tipo de violência.

    Renato Rodrigues Delfraro

    Bruna, Edu, Pedro e Mirinha no Oceanário de Lisboa. Local tem diversos tipos de animais marinhos e é o segundo maior do mundo.
    Roberto e Mirinha no Museu do Fado, em Alfama.
    Edu e Bruna na Praça do Comércio no Arco do Triunfo, na capital portuguesa, onde ficam diversas lojas dentro de construções antigas.
    PC Silva no Arco do Triunfo. O local faz vista ao Rio Tejo, que é o mais extenso da Península Ibérica.
    PC e Mirinha dentro do Arco do Triunfo, que fica na Praça do Comércio, em Lisboa.
    Em Campinho, onde o grupo se apresentou em Praça Pública, Pedrinho, Edu e PC. Ao fundo imagem de Nossa Senhora do Coração de Jesus.
    Roberto, Mirinha na estátua que foi construída em homenagem ao Papa João Paulo II, em Fátima.
    Pedro Dias, Wesley, Sarah, Pedrinho, Mirinha, Roberto, Bruna e Edu, no Mirador de Santa Luzia, no baixo Chiado, que é uma estação de metrô, em Lisboa.
    Mosteiro dos Jerônimos em Lisboa, onde estão os restos mortais do navegador Vasco da Gama e do Poeta Luis de Camões. Da esq. para a direita: PC, Roberto Silva, Mirinha, Wesley, Pedro Dias, Edu, Bruna, Pedrinho Silva e Sarah.
    O grupo teatral Coliseum na cidade de Fátima, na Igreja que leva o nome da Padroeira. Da esq. para a dir. Wesley, Bruna, Pedro, Pedrinho Silva, Sarah, Roberto, Mirinha e PC.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.