Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assinatura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Confissões de Adolescentes

E você, coleciona o quê?

  • Colecionar faz parte da natureza humana. É um hobby envolvente, barato, e que praticamente não tem fronteiras. Poucas coisas na vida são tão prazerosas quanto conseguir aquele item que você passou anos procurando, indagando, seguindo pistas e que finalmente cai em suas mãos. A verdade é que quando se tem uma coleção, acaba-se por ter uma enciclopédia histórica nas mãos. O “antigo” nos conta coisas interessantes e curiosas… Agora a gente quer saber da galera. E você, coleciona o quê?

    .

    “Bonecas antigas. Tenho apenas 10 por serem muito, mais muito caras mesmo!”, fala Eduarda, de 23 anos (nome fictício).

    “De uns 3 anos pra cá comecei a colecionar vidros de perfumes. Cada um tem formato mais lindo que o outro. Devo ter uns 35 vidros. Quando era mais nova colecionava papéis de carta, hoje doei tudo para minha sobrinha mais nova!”, diz Lívia, de 22 anos (nome fictício).

    “Se tivesse grana colecionaria eletrodomésticos antigos. Sou fascinado por rádios, televisores, toca discos antigos. Talvez não custasse caro comprar por aí certas velharias destas, só que agora não tenho espaço para guardar. Então, fica para um dia quem sabe!”, revela Pedro, de 24 anos (nome fictício).

    “Há uns anos atrás comecei a colecionar cartões telefônicos, estes de telefone público. Naquele tempo as empresas de telefonia lançavam cartões com fotos de paisagens, artes, pessoas, tinham séries e coleções incríveis. Depois eles pararam de lançar estes cartões e hoje só fazem propaganda nos cartões, o que na minha opinião, tirou toda a graça. A partir disso me desinteressei por continuar colecionando. Cheguei a ter 7.400 cartões, vendi tudo, bem abaixo do que paguei!”, conta Guilherme, de 22 anos (nome fictício).

    “Olha, gosto de colecionar jogos (Zeldas, Sonics, etc, tudo original, óbvio!). E CD’s e DVD’s também (Pink Floyd, que adoro! E Led Zepellin, originais)”, diz Marcelo, de 23 anos (nome fictício).

     

    .

    Torne-se um colecionador

    Para você que está começando, não importa se vai colecionar caixinhas de fósforos, selos, chaveiros, canetas, cartões postais ou telefônicos, álbuns de figurinhas ou qualquer outro item. O que realmente importa é o respeito pelo outro colecionador; pois as suas ‘caixinhas’ são tão importantes quanto as ‘Ferraris’ do seu amigo.

    Existem uma infinidade de itens para que você possa escolher e iniciar uma fantástica coleção, deve apenas tomar o cuidado de optar por algo que realmente lhe agrade.

    Procure analisar o preço de mercado daquele item que você escolheu e tente imaginar a quantidade de peças que existem por aí. Lembre-se que é mais fácil começar uma coleção de carrinhos do que uma de carrões.

    Mais cedo ou mais tarde você pode se perguntar. Será que valeu a pena perder tanto tempo e dinheiro com essas coisas? Mesmo com todas as dificuldades, dizem muitos, vale a pena! Nada se compara à sensação de conseguir um novo item para a sua coleção!

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.