Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Esporte e Saúde

Mestre Reginaldo Santana comemora 50 anos na capoeira

  • Marcelo Campos Machado
  • Reginaldo Santana nasceu na cidade de Itabuna, Bahia, em 1957,onde cresceu no meio das rodas de capoeira. Aos 8 anos, por influência do seu irmão José Augusto, começou a fazer aula trilhando um caminho de sucesso na história desse esporte até os dias de hoje. “Foi amor à primeira vista pela capoeira”, brinca Reginaldo.

    São 50 anos de capoeira, e muito a comemorar. Reginaldo Santana se tornou um dos principais nomes desse esporte no Brasil. Fundador do Grupo de Capoeira Nosso Senhor do Bonfim, grupo que tem ramificação por todo o Brasil e também outros países. “Tudo começou em Ribeirão Preto, mas foi em Passos, que deslanchou. Hoje existem mais de cem cidades que usa o meu nome, uma grande parte fica no estado de São Paulo ficando Minas Gerais em segundo. Fora do país existe na Alemanha e em Portugal”, explica Reginaldo.

    Os membros do grupo são de todas as idades, a maioria dos integrantes já tem alguma história com a capoeira, por esse motivo aconteceu essa expansão, alunos que saíram de Passos e foram para outras regiões formar grupos.

    Nesses 50 anos são muitas histórias, o professor se emociona ao falar da infância humilde. “Eu vim de uma família muito humilde, e quando você se vê dentro de um avião indo para a Alemanha dar aula, é uma sensação de vitória muito grande, na infância não sonhava com tudo isso”, conta Reginaldo.

    Um momento marcante para Reginaldo foi como atleta, no primeiro campeonato que disputou, o Campeonato Paulista, no Centro Educacional da Moca, quando entrou para a primeira luta, o ginásio inteiro levantou e o vaiou (porque não o conhecia), já na terceira, a reação foi contrária, todos se levantaram e aplaudiram. “Aquilo foi inesquecível, principalmente quando se está iniciando, é algo que nunca vou esquecer”, destaca o professor.

    Por que fazer capoeira?

    Reginaldo fala dos benefícios, em praticar o esporte. “A capoeira é um esporte que mexe com todo o corpo e mente, a calma que eu tenho e a humildade, vem da capoeira. Além do aspecto físico, é ótima como higiene mental e por ser uma luta, funciona como defesa pessoal. Por isso recomendo a capoeira”, finaliza o professor.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.