Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assinatura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Confissões de Adolescentes

Casar cedo é sonho ou loucura? ed. 61 - maio/2010

  • Casar na juventude, sobretudo quando se é muito jovem, chega a assustar, principalmente se a iniciativa for do menino. Tem também o caso de muitas meninas que quando engravidam se vêem obrigadas a se casarem e assumirem responsabilidades. Mas há alguns jovens que se casam, simplesmente, porque é o que querem fazer! Casamento é uma decisão importante que transforma a vida de uma pessoa. Não existe a idade, nem ahora certa, mas é preciso muita maturidade para saber qual é o momento ideal. E você, acha que vale a pena se casar muito novo(a)? Encararia um casamento na juventude?

    .

    “Olha, se a pessoa tem uma cabeça boa e dinheiro no bolso, sou favorável do casamento cedo, sim! Tenho uma prima que resolveu casar quando tinha 22 anos. Deixou o conforto da casa dos pais em troca de independência e disposta a assumir todos os custos da nova empreitada ao lado do marido dela. Hoje ela tem 27 e creio que está muito feliz. Acho que o mais importante é ter certeza se os dois se amam e lógico, uma estabilidade financeira”, revela Rebeca, de 25 anos (nome fictício).

    “De jeito nenhum. Por mais que eu goste da minha namorada tenho planos de fazer primeiro uma faculdade. Na minha humilde opinião, casar agora seria um erro, atrapalharia tanto o meu futuro como o dela. Ainda estou em formação, tenho muitas coisas a aprender e sem contar que ainda nem tenho a minha independência financeira. Namorar é bom demais, mas casamento é outros quinhentos!”, disse Paulo, de 21 anos (nome fictício).

    “Eu não acho legal casar nova, não. Acho que a gente está na idade de conhecer as pessoas e viajar muito. Casando a gente terá outras obrigações para fazer, principalmente relacionadas ao dinheiro, como pagar contas, etc. Bom mesmo é curtir o momento do namoro, por mais que se goste muito”, fala Helena, de 18 anos (nome fictício).

    “É uma pergunta muito pessoal, mas eu não casaria agora, não! Minha mãe vive reclamando que eu não me cuido direito, agora imagine cuidar, dividir uma vida com outra pessoa! Nossa, não conseguiria, não! Acho que o ideal no mundo de hoje é casar depois dos 30 anos, pois é uma idade em que as pessoas sabem de fato o que querem!”, opina Rodrigo, de 20 anos (nome fictício).

    .

    Casar-se com alguém traz algumas obrigações, veja:

    - A fidelidade mútua é o primeiro dever relacionado no Código Civil.

    - Manter a relação sexual contínua e espontânea também faz parte da vida conjulgal.

    - A partir do casamento a pessoa não vive mais para si mesma e isso significa muitas renúncias e principalmente cumprimento de tarefas.

    - Rotina: essa palavra combina muito com casamento, claro que muitas vezes depende mais do casal, mas quando se casa as dívidas tendem a aumentar e nem sempre sobra dinheiro para baladas e viagens, por isso estabilidade financeira é muito importante na vida a dois.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.