Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assinatura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Confissões de Adolescentes

O que é melhor no namoro? E o pior? - ed. 62 - junho/2010

  • .

    Ah, o amor!… No mês em que o clima de romance está no ar, nada melhor que falar de namoro, das suas vantagens e das suas desvantagens também, se é que há. É fato que namoro é a fase inicial do relacionamento entre um casal. É um período de ensaio, quando os dois começam a se conhecer. Convém lembrar que o namoro é uma relação de amor, um exercício de amar e ser amado e amar nada mais é que uma atitude de generosidade. Durante o relacionamento, deve-se pensar sempre no interesse de seu (sua) parceiro(a) e se assegurar de que ele (ela) pensa da mesma forma.
    Mas a gente quer saber da galera. O que é melhor num relacionamento a dois?E o que é pior? Você acha importante namorar ou prefere o “ficar” sem compromisso?

    “Namoro há 1 ano e dois meses. O bom de namorar é que é uma relação tranquila. Tenho uma pessoa para me abrir, estar junto, desabafar. Mas penso que está complicado namorar hoje em dia porque é difícil duas pessoas se encaixarem. Para isso, precisa ser flexível, ceder. As pessoas estão pensando mais em si mesmas e não na relação. O que muitas pessoas chamam de grude, eu chamo de carinho”, diz Jonas, 18 anos (nome fictício).
    “Namoro há 1 ano e dois meses. O bom de namorar é que é uma relação tranquila. Tenho uma pessoa para me abrir, estar junto, desabafar. Mas penso que está complicado namorar hoje em dia porque é difícil duas pessoas se encaixarem. Para isso, precisa ser flexível, ceder. As pessoas estão pensando mais em si mesmas e não na relação. O que muitas pessoas chamam de grude, eu chamo de carinho”, diz Jonas, 18 anos (nome fictício).
    “Namoro implica em compromisso; na minha opinião, um tem sempre que estar pensando no outro, nas suas reações, etc. Namorar é tudo de bom, você tem atenção , carinho, respeito e alguém pra dividir suas alegrias e tristezas. O lado ruim? Olha, acho que não tem não, viu! Muita gente pode dizer que a liberdade vai embora, mas penso que dá pra ser livre sim numa relação baseada em respeito e consideração. Namorar é a melhor coisa do mundo!”, fala Marcília, 22 anos (nome fictício).
    “Namoro implica em compromisso; na minha opinião, um tem sempre que estar pensando no outro, nas suas reações, etc. Namorar é tudo de bom, você tem atenção , carinho, respeito e alguém pra dividir suas alegrias e tristezas. O lado ruim? Olha, acho que não tem não, viu! Muita gente pode dizer que a liberdade vai embora, mas penso que dá pra ser livre sim numa relação baseada em respeito e consideração. Namorar é a melhor coisa do mundo!”, fala Marcília, 22 anos (nome fictício).
    “Namoro há cinco meses. É muito bom estar ao lado de quem se gosta, é a melhor coisa do mundo! Quando pinta uma briga (e isso é normal) conversamos bastante. Acho que o diálogo num namoro é a coisa mais importante que existe. Namoro é confiança, mas quando se perde também, aí é adeus mesmo!” conta Rebeca, 21 anos (nome fictício).
    “Namoro há cinco meses. É muito bom estar ao lado de quem se gosta, é a melhor coisa do mundo! Quando pinta uma briga (e isso é normal) conversamos bastante. Acho que o diálogo num namoro é a coisa mais importante que existe. Namoro é confiança, mas quando se perde também, aí é adeus mesmo!” conta Rebeca, 21 anos (nome fictício).
    “Namoro há um ano e quatro meses. A grande vantagem de namorar é ter alguém para compartilhar os momentos mais felizes e tristes da vida. Eu, por exemplo, perdi meu pai há cinco meses atrás, e meu namorado ficou comigo o tempo todo, me dando a maior força. E para ele que mora fora, é muito difícil; nessas horas é que eu valorizo. No meu caso, o ponto negativo está aí: a distância. Mas a gente se fala todos os dias, é lógico que não dá pra falar a toda hora, ele tem que ter o espaço dele, tem seus horários, estuda, trabalha, mas nos falamos sempre. A internet no nosso caso, não ajuda; muito pelo contrário, sempre atrapalhou. Mas namorar é sem dúvida muito bom!”, diz Alice, de 18 anos (nome fictício).
    “Namoro há um ano e quatro meses. A grande vantagem de namorar é ter alguém para compartilhar os momentos mais felizes e tristes da vida. Eu, por exemplo, perdi meu pai há cinco meses atrás, e meu namorado ficou comigo o tempo todo, me dando a maior força. E para ele que mora fora, é muito difícil; nessas horas é que eu valorizo. No meu caso, o ponto negativo está aí: a distância. Mas a gente se fala todos os dias, é lógico que não dá pra falar a toda hora, ele tem que ter o espaço dele, tem seus horários, estuda, trabalha, mas nos falamos sempre. A internet no nosso caso, não ajuda; muito pelo contrário, sempre atrapalhou. Mas namorar é sem dúvida muito bom!”, diz Alice, de 18 anos (nome fictício).
    “Para namorar com alguém tem que ter envolvimento, um tem que completar o outro. Se você está namorando, é porque um gosta do outro e aí não tem porque querer ficar com outra pessoa. Amo minha namorada e o melhor para mim no nosso namoro é a compreensão e a atenção que ela me dá. Completaremos 2 anos de namoro no mês que vem e a cada dia que passa crescemos muito como casal. É sem dúvida uma experiência e tanto! Acredito que não há desvantagens em namorar”, fala Lucas, 21 anos (nome fictício).
    “Para namorar com alguém tem que ter envolvimento, um tem que completar o outro. Se você está namorando, é porque um gosta do outro e aí não tem porque querer ficar com outra pessoa. Amo minha namorada e o melhor para mim no nosso namoro é a compreensão e a atenção que ela me dá. Completaremos 2 anos de namoro no mês que vem e a cada dia que passa crescemos muito como casal. É sem dúvida uma experiência e tanto! Acredito que não há desvantagens em namorar”, fala Lucas, 21 anos (nome fictício).

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.