ltima Edio
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Saúde

Projeto Diversão e Saúde

  • Projeto DIVERSÃO e SAÚDE em FOCO apresenta programa realizado durante 3 meses com uma criança de 7 anos em busca de uma vida mais saudável.

    A FOCO Magazine, através da FOQUINHA - sessão infantil da revista, desenvolveu o projeto “Diversão e Saúde em Foco”, um trabalho diferenciado voltado para crianças, que propõe mudança de hábitos em sua rotina, orientado por profissionais especializados. Os resultados mostram a importância, tanto da participação e comprometimento, quanto do exemplo dos pais para o sucesso do tratamento dos filhos.

    DIVERSÃO E SAÚDE EM FOCO projeto desenvolvido pela FOCO Magazine através da editoria infantil FOQUINHA - propõe mudança de hábitos na rotina de uma criança, é um trabalho que busca saúde de forma prazerosa e divertida, orientado por profissionais especializados.

    O garoto Henrique Maia Reis com sua mãe Sandra Maia Campos Reis, bibliotecária e seu pai Alexandre Adriano Reis conhecido como Chandelle, instrutor de auto-escola.
    O garoto Henrique Maia Reis com sua mãe Sandra Maia Campos Reis, bibliotecária e seu pai Alexandre Adriano Reis conhecido como Chandelle, instrutor de auto-escola.

    Em parceria com a Clínica Novos Hábitos, durante três meses, uma equipe multidisciplinar liderada pela educadora física Cibele de Freitas Soares tratou o pequeno Henrique Maia Reis, de sete anos de idade, buscando adequar seu estilo de vida a hábitos saudáveis com maior estímulo à atividade física. Cibele, uma de nossas parceiras do projeto, é formada em Educação Física pela UNESP, fez diversas especializações em sua área, desenvolvendo um trabalho especial com atividades infanto-juvenis.

    Embora tenha apresentado certa resistência à restrição alimentar e às atividades físicas programadas, o garoto chegou ao final do tratamento com melhores indicadores de saúde. “O resultado foi excelente! E ele está dando continuidade”, afirmou a mãe de Henrique, a bibliotecária Sandra Maia Campos Reis.

    Antes, Henrique tinha taxa de colesterol alterada, desânimo, ansiedade, nervosismo, fazia pouca atividade física, alimentava-se de forma inadequada e dormia pouco e mal. Depois do trabalho da equipe multidisciplinar, a taxa de colesterol e o peso do menino diminuíram, a estatura e a motivação aumentaram, passando ele a ter desejo de praticar outras modalidades esportivas, compreender a importância da rotina, além de adotar novos alimentos no cardápio e praticar lazer mais ativo.

    Segundo Cibele Soares, a perda de peso de uma criança não pode ser comparada com a de um adulto porque outros fatores interagem no processo, como a fase de crescimento e a própria dificuldade de compreender a necessidade de cumprir um programa de emagrecimento. "O adulto tem a consciência, tem a independência de atitudes, de posturas. A criança tem o fator do crescimento, a dependência do engajamento dos pais no programa, desde a compra de alimentos adequados até o compromisso de levar a criança nas atividades físicas pontualmente, o problema cultural e o desejo, que não é muitas vezes dela, mas dos pais”, explica a educadora.

    SELEÇÃO DE CANDIDATOS

    O projeto da FOCO Magazine, denominado “Diversão e Saúde em Foco” em parceria com a Novos Hábitos, foi realizado após um processo de seleção de crianças, a partir de inscrições feitas pelo site da FOCO (www. focomagazine.com.br). Na seleção final, foram realizadas visitas familiares e reuniões com os pais. Com a escolha de Henrique, o projeto começou a ser desenvolvido, buscando um novo conceito de vida para a criança, isto é, saúde com diversão.

    O projeto teve duração de três meses e foi totalmente gratuito para a família. O trabalho consistiu em avaliações multiprofissionais, exames bioquímicos, elaboração de um plano de cuidados e o acompanhamento da criança no espaço da clínica. “As aulas foram planejadas de maneira dinâmica, com estímulos diversos e em espaços diferentes. Houve treino aeróbico através de brincadeiras, exercícios posturais, coordenação motora, equilíbrio, agilidade, entre outros”, segundo explica a educadora física. “Ao término do projeto houve reunião final entre os profissionais e com os pais para o feedback e encaminhamento para novas atividades.”

    CAMA ELÁSTICA: trabalho aeróbico, propriocepção, fortalecimento de membros inferiores (pernas).

     

    Embora o projeto oferecesse a equipe toda, foram aproveitadas a nutricionista e a psicóloga que os pais de Henrique já haviam contratado antes. De acordo com Cibele Soares, “Diversão e Saúde em Foco” tem um diferencial no tratamento do sobrepeso infantil por integrar diversos profissionais, que vão orientar os pais e o próprio paciente na busca de um hábito de vida saudável.

    HISTÓRICO FAMILIAR

    Com excesso de peso desde criança, agravado por um tratamento contra febre reumática aos oito anos de idade, o instrutor de auto-escola Alexandre Adriano Reis, 40 anos, sempre teve problema com a balança. Ao ver seu único filho adquirir peso a cada dia, ele e a esposa, Sandra Maia Campos Reis, 34 anos, decidiram que o melhor para o menino seria submetê-lo a um tratamento adequado.

    Diversão e Saúde

     

    Para isso, eles consultaram a psicóloga do colégio em que Henrique estuda e contrataram uma nutricionista para reeducá-lo quanto à alimentação. Coincidentemente, na mesma época, a revista FOCO através da FOQUINHA abria “Diversão e Saúde em Foco”. O casal ficou esperançoso quando Henrique foi selecionado e, três meses após o fim do projeto, Alexandre e Sandra mantêm o filho no controle alimentar e no estímulo às atividades físicas.

    Os pais explicam que Henrique já se tratava contra a ansiedade e tentava reduzir a taxa alterada de colesterol. Entretanto, Alexandre acredita que o sobrepeso do menino também estivesse ligado a uma tendência genética, por isso, ele e a esposa já se preocupavam com os quilinhos a mais que ele apresentava. “Se a gente tivesse deixado, a saúde dele poderia estar mais comprometida ainda”, justifica a mãe.

    Com o tratamento pelo projeto “Diversão e Saúde em Foco”, Henrique perdeu três quilos, o que parece pouco se for comparado com um adulto que se submete a regime semelhante, mas para quem está em fase de crescimento e ainda não compreende bem a necessidade de abrir mão de guloseimas altamente calóricas o resultado é animador, segundo os pais.

    “Ele comia muito salgadinho, refrigerante, bolacha recheada. Agora ele come mais regulado, uma vez por semana”, disse Alexandre, explicando que verduras, legumes, frutas e suco natural agora são frequentes na dieta do filho. “O IMC (Índice de Massa Corporal) era bem elevado antes. Ele teve perda de peso, está crescendo e emagrecendo”, observa Sandra. E Henrique parece gostar dos novos sabores: “ontem eu comi pera, mexerica, e gosto também de uva, mas só da bem docinha”, conta.

    As atividades físicas também estão sendo seguidas pela família, conforme a orientação de Cibele Soares. O cãozinho Spike, mascote da família, acaba ajudando Henrique a deixar o sedentarismo estimulado por jogos eletrônicos que ele praticava todo dia - agora, só uma vez por semana. Com o animal de estimação, o garoto brinca na rua, exercitando-se e fortalecendo os músculos, o que leva à perda de gordura e ganho de massa muscular. Brinquedos, como o patinete e a bicicleta, também são atividades aeróbicas importantes para se adquirir uma rotina saudável.

    NOVOS HÁBITOS

    O novo hábito que Henrique vem adotando tem também estimulado os pais, que procuram servir de exemplo para ele ao consumir os mesmos alimentos e ajudá-lo nas atividades físicas. A mãe conta que a gravidez de cinco meses (do segundo filho) também incentiva a todos na opção pela alimentação equilibrada, porque ela não quer trabalho semelhante para o irmãozinho de Henrique.

    ANTES E DEPOIS - avaliação física (anamnese e medidas antropométricas - medidas das circunferências do corpo).

     

    Diferente do costume de antes, em que todos comiam de qualquer jeito na frente da TV, agora, a família come junta, à mesa, numa rotina diária de almoço bem nutritivo. “Eu fico muito feliz porque o Henrique fala que vai ajudar o pai dele a emagrecer também”, conta Sandra Reis, revelando que sempre cobrou de Alexandre uma dieta para eliminar o excesso de peso. “Estou feliz por ele ter entrado no projeto”, disse.

    Esse projeto “Diversão e Saúde em Foco” também serviu para mostrar que, em se tratando de crianças, uma proposta de vida saudável e emagrecimento deve envolver toda a família, porque são pai e mãe que vão servir de estímulo para os filhos, segundo a educadora física. “Os pais precisam ser orientados também, porque se a gente não mexer na estrutura familiar não vai adiantar só com o indivíduo. Quando os pais dão o estímulo desde cedo, através de brincadeiras e seleção de alimentos saudáveis, tudo vai ser mais natural e eles não vão fazer aquela cobrança, ter aquela tensão com a gordura”, conclui Cibele Soares.

    MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS

    MEDIDAS ANTROPOMÉTRICAS

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.