Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Gestão de Negócios

Projeção de CENÁRIOS

  • Existe uma ferramenta dentro do planejamento estratégico chamada Construção de Cenários. Tal ferramenta nos mostra a importância de tecermos um cenário futuro para nossas organizações especialmente em 5 ambientes: Econômico, Político-Legal, Sociocultural, Tecnológico e Competitivo. Tal cenário tem que ser cuidadosamente elaborado com o intuito de nos mostrar quais as oportunidades e ameaças que poderemos ter no mercado nos próximos anos, e nos prepararmos para tal. Partindo-se do princípio que o MERCADO É SOBERANO, quando temos mudanças neste, infelizmente nossas organizações têm que se adaptar a tal situação como forma de sobrevivência, e como gestores, nos resta seguir o que o “todo poderoso” está ditando.

    Vamos relembrar alguns fatos ocorridos no passado: Até o fim dos anos 80, o ambiente externo era influenciado basicamente pela iminência de uma guerra mundial patrocinada pelo conflito EUA-URSS. Havia também o risco de um novo choque do petróleo. Lastreado nestes aspectos, os tais cenários poderiam variar entre favorável e desfavorável. Não era um exercício macroeconômico, mas geopolítico; no ambiente interno (dentro do nosso País), vivíamos uma economia fechada, e que tinha suas tendências alteradas ocasionalmente. Após 1982, vieram as crises da dívida externa e inflacionária, dificultando sobremaneira o planejamento tanto no setor público quanto no privado. Os anos 90 trouxeram a chamada Nova Ordem Mundial: Derrocada dos regimes comunistas, avanço da internet, absolutismo das comunicações, globalização, o mundo interligado. Um vírus abate a saúde na Ásia e todo o mundo é economicamente contagiado, os conflitos políticos na Venezuela ou no Oriente Médio afetam a cotação do petróleo, o terrorismo é promovido de coadjuvante à protagonista. Em meio a tantas informações e acontecimentos, percebemos que os exercícios de projeção de cenários são difíceis de serem ajustados quanto mais acertados. É claro que há fatores como dados estatísticos (séries históricas, análises de regressão, cálculos econométricos), estudos setoriais, informação e conhecimento processados que garantem um mínimo de cientificidade aos números, mas basta que aconteça um evento novo e contundente em alguma parte do mundo para alterar todas as variáveis relevantes. Apenas isso.

    Por isso, a você que atua como empresário, empreendedor ou executivo, minha sugestão: cuide bem do seu negócio. A viabilidade e o crescimento sustentável do empreendimento que você dirige, estão relacionados à qualidade de seu produto ou serviço, ao atendimento que presta aos seus clientes, à harmonia cultivada em seu ambiente de trabalho, ao cuidado com os custos fixos, à correta formação do preço de venda, e à busca do lucro com aprimoramento. A Economia estará sempre aquecida para aqueles que têm bons produtos, praticam marketing adequado, e sabem identificar e respeitar seus clientes.

    por Wêsley Andrade

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.