Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Esporte e Saúde

Hidratação

  • Marcelo Campos Machado
  • Nestes meses de verão, janeiro, fevereiro, com altas temperaturas, é comum ingerirmos diversos tipos de bebidas, refrigerantes, cervejas, sucos, tudo para minimizar o calor, porém a ingestão de água é mínima. Há uma ideia muito bem aceita que devemos ingerir seis a oito copos de água por dia, isso se faz necessário?

    A hidratação com água é importante, estudos mostram que esta forma de hidratar melhora a pele, o raciocínio, reduz o risco de desenvolvimento de pedras nos rins, e muito outros. Neste artigo, escrito por médicos respeitados de hospitais americanos e franceses, apoia claramente esta informação (ingerir dois a três litros de água por dia) e demonstra que pessoas com um elevado volume urinário tem menor taxa de pedra nos rins, que a ação da lavagem com água pode reduzir o risco de infecção do trato urinário (especialmente em mulheres após o sexo).

    Nesta época de calor, a transpiração é um processo natural do organismo, que tem como objetivo regular a temperatura corporal. Alguns fatores agravam o suor: obesidade, distúrbios psiquiátricos, hipertireoidismo, menopausa e situações estressantes, como entrevistas e testes. A hidratação com água minimiza este transtorno da sudorese; já o excesso de transpiração, chamado de hiperidrose, pede tratamento médico.

    Quanto às bebidas isotônicas, produzidas para a hidratação durante ou após o exercício físico, é composta de água, carboidratos, eletrolíticos e sais minerais (principalmente sódio e potássio), além disto, tem adoçantes e conservantes na composição. Por isso, é importante ficar atento, consumir bebidas isotônicas com carboidratos sem realizar exercícios físicos prolongados pode levar ao ganho de peso.

    Concluímos que a melhor forma de hidratar é com a água, um bem precioso que temos em abundância; se beber muita água, fará muito xixi, se beber pouca água, ficará com sede e urinará menos. Fique hidratado, o seu corpo agradece.

    por Marcelo Campos Machado

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.