Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Esporte e Saúde

Fases específicas na vida podem contribuir para o aumento de peso

  • Marcelo Campos Machado
  • Há fases e momentos que passamos na vida que podem contribuir para o aumento de peso: férias, casamento, puberdade, gravidez, amamentação, mudança de cidade ou emprego.

    No período de férias há uma liberdade de horário das ações, aumento do consumo de bebidas alcoólicas, diminuição das atividades físicas, que contribuem para o aumento do peso.

    No casamento, há uma mudança de rotina, aumento no consumo de alimento, aumento de “tempo no sofá deitado”, ganhando também uns quilinhos a mais.

    A puberdade também pode desencadear um aumento de peso, já que pode ser um período estressante para o adolescente. No caso das meninas, a influência do hormônio estrogênio, as deixam mais ansiosas e claro, come-se mais, o que provoca acúmulo de gordura na região abdominal e aumento dos riscos cardiovasculares.

    Na gravidez, na verdade, na pós gravidez, isso pode acontecer. Em uma gestação normal, costuma- se ganhar de 7 a 12 quilos, mas depois do parto o ideal é ficar com no máximo 2 quilos a mais. No entanto, por conta da ansiedade, privação do sono, falta de atividade física e cansaço, muitas mulheres acabam engordando muito mais que o recomendado. Quando a mãe amamenta, ela gasta em média 500 calorias por dia e, por isso, acaba sentindo muita fome.

    Alguns especialistas percebem que numa mudança de cidade, as pessoas passam por diversas variações como círculos sociais, trabalho e hábitos alimentares, o que gera alguma ansiedade e consequentemente buscam mais comida como recompensa. Se o período de adaptação ao novo ambiente for mais longo, mais difícil fica a perda de peso.

    Para evitar tudo isto, o controle emocional nestes momentos da vida é fundamental, e a prática da atividade física contribui muito neste controle. Faça exercícios, seu corpo agradece.

    por Marcelo Campos Machado

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.