Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assinatura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Confissões de Adolescentes

Grito de Independência

  • Milhões de jovens do Brasil foram às ruas protestar e fazer reivindicações. Enquanto a minoria de vândalos insistia em tumultuar os protestos, a maior parte dos manifestantes, jovens cheios de esperança, mostraram a cara e mandaram recados variados por meio de gritos e cartazes. Eles querem mais. Muito mais. Querem respeito, segurança, saúde e educação. Exigem o fim da impunidade e deixam claro que não toleram mais a corrupção. E você, o que achou destas manifestações?

    “Sinto orgulho deste momento histórico. Todo mundo acordou e se juntou para mostrar essa insatisfação. Falta muita coisa no país, mas o pior de tudo é aguentar aqueles políticos sujos no Poder”, diz Ana Paula, de 16 anos (nome fictício)

    “Acho um absurdo a presidente investir rios de dinheiro na Copa do Mundo de 2014 e grande parte da população passar fome. Senti orgulho dos jovens de várias partes do país darem seu grito de independência, está passando da hora de alguém fazer alguma coisa!”, fala Larissa, de 16 anos (nome fictício)

    “O jovem exige transparência. Estamos cansados de tudo isso aí que a gente vê na mídia. Queremos ser ouvidos, queremos imparcialidade. Agora resta saber se todo esse barulho que nós e a nação inteira protestou vai ser útil para alguma coisa. Pelo menos saímos do marasmo, estamos com nossas consciências tranquilas de que fi zemos a nossa parte!”, afi rma Lucíola, de 16 anos (nome fictício)

    “A corrupção sem dúvida é um dos maiores problemas do Brasil e na minha opinião, a solução está na educação. O problema é que é muito mais cômodo investir em Bolsa-Família e deixar a educação para segundo plano”, critica Pedro, de 16 anos (nome fictício)

    “Apesar de muitos vândalos no meio, as manifestações surtiram efeito e se alastraram pelo Brasil todo. Acredito que temos que brigar por justiça, saúde e educação sempre! Estou contente por vivenciar todo esse movimento que com certeza estará nos livros de história do futuro!”, diz Fernando, de 16 anos (nome fictício)

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.