Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Saúde

Meditação pode auxiliar no tratamento de hipertensão

  • A meditação é uma prática milenar muito comum na cultura oriental, hoje ganha espaço no Ocidente e começa a obter reconhecimento acadêmico em vários países. A meditação é uma atividade que ajuda na diminuição da pressão arterial por promover relaxamento, diminuindo a ansiedade.

    Meditação pode auxiliar no tratamento de hipertensão

    Para quem não sabe, a meditação é um processo mental simples e natural que, segundo os praticantes, produz sensações indescritíveis. A prática estabelece um estado de quietude e calma, e reduz significativamente a atividade metabólica. É o que nos faz sentir uma agradável sensação de repouso profundo e relaxamento.

    Há hoje, segundo o psicanalista transpessoal, Marcos Esper, vários estudos científicos no oriente e no ocidente mostrando que a prática da meditação reduz a hipertensão arterial. Isto porque os efeitos da meditação, em última instância, são os mesmos: reduzem a adrenalina.

    “Os estudos estão avançando muito. É um processo complementar, integrativo e que vem ajudando os hipertensos a controlar a pressão arterial. A meditação reduz e auxilia a combater o estresse, a depressão, as cefaleias, as enxaquecas, a insônia, as dores, a asma, entre outros. Melhora e aumenta o funcionamento do sistema cardiovascular, o autoconhecimento, a tranquilidade, o relaxamento físico e mental, além de um maior equilíbrio emocional”, explica Marcos Esper.

    Em 2012, o psicanalista participou de uma pesquisa com cientistas do Grupo de Estudos sobre Práticas Integrativas e Complementares da USP/SP. O conhecimento obtido através desse estudo consistiu num recorte que contribuiu para uma maior compreensão acerca da meditação.

    “Analisamos mais de 1.000 artigos. A maioria foi publicada nos Estados Unidos e na Europa, principalmente no Reino Unido. Houve uma discrepância entre o número de publicações sobre meditação em nível internacional em comparação ao nacional. Percebemos a importância de inserir os estudos sobre meditação nos meios acadêmicos em suas diversas modalidades nas universidades do Brasil. É de suma relevância os profissionais envolvidos nessa prática relatarem casos, obviamente respeitando as regras e o rigor científi co, e assim a prática da meditação ser um suporte eficaz na promoção da saúde e na qualidade de vida.”

    Meditação pode auxiliar no tratamento de hipertensão

    Mais memória e menos estresse com a prática da meditação

    Conforme Marcos Esper, o estado único de alerta em repouso adquirido durante a técnica da meditação promove saúde ao reduzir a ativação do sistema nervoso simpático que, por sua vez, dilata os vasos sanguíneos e reduz os hormônios do estresse como a adrenalina, noradrenalina e cortisol.

    “Meditar significa ponderar, refletir, voltar-se para o centro no sentido de se desligar de tudo que for externo e voltar-se para o seu “EU INTERIOR”. Ela desperta nos seus praticantes, a quietude, a paz de espírito, o silêncio interior e o verdadeiro encontro consigo mesmo”, diz Marcos, acrescentando que, a prática diária mostra benefícios para a saúde mental, física e espiritual como: maior clareza no raciocínio, bem estar corporal, melhora na atenção, uma melhor ligação com o Eu Superior, aumento da fé e equilíbrio em todo o sistema físico e energético.

    Para o psicanalista, a prática de meditação em Passos ainda é muito fechada, talvez, diz ele, seja porque a grande maioria confunda meditação com crença religiosa. “Sem dúvida ela é mais forte na Índia. Na China também, só que com outra roupagem. No Brasil a prática de meditação ainda está caminhando e apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso”, explica o terapeuta.

    Marcos reforça que a meditação funciona na verdade para todas as pessoas, para umas os benefícios são maiores, para outras, nem tanto – o resultado varia de pessoa para pessoa. “A meditação nos permite experimentar formas mais simples e aquietadas de consciência, reduzindo os níveis de hormônios do estresse. Os efeitos do estresse crônico nos níveis hormonais têm sido muito bem documentados. De acordo com a pesquisa científica, a prática regular da técnica apoia a redução na pressão arterial naqueles que a têm alta.”

    Até crianças e jovens podem se beneficiar com a meditação. A prática ainda dá os primeiros passos no nosso país, mas em outros países já é uma modalidade comum. Lá, escolas e centros de atividades infantis e juvenis já têm inclusive estudos feitos que comprovam a sua eficiência. “É impressionante o quanto a meditação acalma os pequenos e seus benefícios são enormes: melhora a concentração, diminui o estresse, aumenta a assertividade, melhora o sono, aumenta os resultados escolares, desenvolve a intuição, melhora as relações interpessoais, enfi m, um sem número de benefícios, mas que fazem da meditação uma das principais ferramentas de trabalho para o desenvolvimento infantil”, esclarece o profissional.

    Meditação Yoga (Raja)

     

    Teve sua origem nos ensinamentos de Patanjali (sábio da antiga Índia) que propôs o uso da mente como instrumento para alcançar a espiritualidade, mediante um

    método exigente quanto à meditação e à concentração.

    Meditação Vipassana

    O significado de seu nome é “Ver as coisas como realmente são”. Está centrada na atenção disciplinada para com as sensações do corpo. Para poder aprender a

    técnica o praticante tem que realizar um curso com duração de aproximadamente 10 dias.

    Meditação Cristã

    Tem sua prática nos ensinamentos do Monge Beneditino John Main. Esta meditação tem seu eixo central na repetição da palavra “MARANATHA”, que tem

    sua origem no aramaico e cuja utilização é similar à do mantra indu. O significado desse mantra é “Vem, Senhor”

    Meditação Tibetana (Budismo Vajrayana

    Reúne os ensinamentos do lendário Mestre Padma Sanbava, dando suma importância à prática meditativa da mandala, cosmograma gráfico que permite

    captar a realidade cósmica indutora da realização espiritual do praticante. Realizam-se os mudras (gestos de caráter ritual com as mãos e os braços)

    conjuntamente com os mantras (invocações mentais ou sonoras relacionadas com o ato meditativo).  O objetivo da meditação tibetana é alcançar o nirvana que se encontra em forma natural em cada ser humano, através do afastamento consciente das atividadesmundanas.  *Mantra: do sânscrito (man=pensar, tra=liberar) Processo mental de liberação. *Mandala: objeto de meditação (linguagem dos símbolos). *Mudra: significa selo, algo que se imprime profundamente.

    Meditação Dinâmica

    Sistema meditativo criado pelo Mestre Osho (Índia), mediante movimentos, danças, sons específicos e posições imóveis, como meio para deixar a mente

    serena, evitando pensamentos negativos

    Meditação Zen: (Budismo Mahayana

    Ramo do Budismo Mahayana que utiliza a prática do zazen (sentar-se a meditar). Esta forma de meditação nasceu na China, em tempos obscuros da antiga China,

    caracterizados pela submissão, o sofrimento, a desunião, a desorientação. É quando chega da Índia o lendário monge budista Bodhidarma, fundador da escola

    Chán, posteriormente chamada, no Japão, de Zen. Esta meditação tem duas escolas ou caminhos: “Soto”, onde se busca adormecer a razão, dando-lhe lugar

    os aspectos inconscientes e subconscientes da mente, e a escola “Rinzai”, que utiliza a razão até onde ela pode ser efetiva, para logo transcendê-la e passar para

    além de suas possibilidades. *Soto: Se busca fazer silêncio na mente. *Rinzai: Se trabalha o Koan. *Koan: Enigma que só pode ser resolvido quando a razão tenha esgotado todos os seus recursos, dando lugar à intuiçã

    Meditação do sorriso interior (taoísmo

    É uma forma de meditação Taoísta que busca a harmonia entre os diferentes órgãos do corpo, evitando energias negativas como cólera, tristeza, depressão,

    medo, inquietude. Utiliza-se a projeção do sorriso sobre os diferentes órgão

    Meditação Sufi

    Meditação mediante a dança sagrada do êxtase, que se pratica na Turquia e no Irã. Esta dança tem uma correspondência entre os movimentos do dançarino e os

    dos astros, planetas no espaço celeste.

    Meditação Periférica

    É aquela que busca a consciência de que todo pensamento começa em um momento determinado e depois termina, percebendo os sentimentos e sensações,

    procurando o controle do pensamento: “Eu não sou este pensamento”, etc.

    Meditação da ascensão da energia através dos Chakras

    *Chakras: Centros energéticos no corpo etéreo. *Corpo Etéreo: É o veículo da essência vital do corpo, esta energia circula através

    de canais sutis e invisíveis denominados meridianos ou nadis. Meditação de visualização, dirigindo com a consciência a elevação da energia de

    cada chakra, mediante a respiração e o pensamento.

    Meditação Budista

     

    Meditação Budista, meditação usada na prática budista, "inclui qualquer método de meditação que tenha como meta última a Iluminação (Bodhi)" (Kamalashila 1996). A palavra mais próxima de meditação nas linguagens clássicas do Budismo é bhavana ou"desenvolvimento mental" (Epstein 1995).

    Mindfulness

    forma específica de atenção plena – concentração no momento atual, intencional, e sem julgamento. Concentrar-se no momento atual significa estar em contato com o presente e não estar envolvido com lembranças ou com pensamentos sobre o futuro.

    Graciela Nasr

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.